fbpx

Atividade Sexual após o Tratamento para o Câncer de Próstata

Início » Atividade Sexual após o Tratamento para o Câncer de Próstata

Com o advento do diagnóstico precoce do ca de próstata, cada vez tratamos mais pacientes e pacientes mais jovens, em pleno exercício de suas atividades físicas, intelectuais e sexuais. Duas complicações do tratamento deste tipo de câncer são bastante temidas pelos pacientes –a disfunção erétil e a incontinência urinária, que comumente podem coexistir. Estas complicações, apesar de mais comuns após o tratamento cirúrgico, podem surgir após outros tratamentos como a radioterapia externa, braquiterapia e HIFU. Falando diretamente sobre a DE, há vários fatores de risco – técnica de tratamento empregada, fatores de risco do pacientes, presença de complicações durante e após o tratamento e a qualidade da ereção prévia ao tratamento. Apesar de sabermos que a recuperação da ereção pode ocorrer até 2 anos após a cirurgia, por exemplo, é importante que a sua abordagem seja iniciada precocemente, muitas vezes antes do tratamento como uma adequada avaliação da qualidade da ereção e de fatores de risco, e que pode continuar com uma série de medidas hoje conhecidas com Reabilitação Peniana.